quinta-feira, 30 de junho de 2011

Ops... foi esquecido mais um detalhe

Terça, dia 28/06, dia do Orgulho Gay, a Prefeitura homenageou 10 pessoas ligadas ao Movimento LGBTTT. Ok... Em uma sociedade preconceituosa como a nossa, quanto mais valorizadas as diferentes orientações sexuais, melhor.

Mas homenagear duas pessoas suspeitas de desvio de dinheiro público é, no mínimo, digno de controvérsias. Ainda mais quando uma dessas pessoas é Cargo de Confiança do Prefeito Sartori. É... esse detalhe passou despercebido pelo Burgueseiro.

Não há surpresas. Afinal, todo ano, no dia da Parada Livre, o ato vira palco para políticos ligados ao Governo Sartori. Todo ano é a mesma coisa: uma disputa para ver quem é mais amigo dos homossexuais. Como a disputa por um espaço no palco da Parada Livre está cada vez mais acirrada, dizem as más línguas que tem secretário querendo se travestir e fazer um showzinho esse ano. Vale tudo pra conquistar a simpatia da diversidade.

Só é ruim quando é dos outros

Foto: Marcos Eifler / Ag. AL
Que político gosta de fazer teatrinho isso é de conhecimento de todos, entretanto a deputada Maria Helena Sartori (PMDB) protagonizou uma cena digna do Oscar, ontem, na Assembleia Legislativa. Durante as discussões sobre os projetos de sustentabilidade financeira apresentado pelo Governo Tarso, a deputada rasgou o plano de governo do Tarso e brandou (foto):

“– Cadê aquela comissão permanente que iria dialogar com os funcionários e que está escrito no programa de governo do PT? Esse era o diálogo com o funcionalismo?”


Nem vamos entrar em discussão que “o funcionalismo” que a deputada parece defender é o que recebe os maiores salários. Mas a questão aqui é outra. A pergunta que fazemos a deputada é:

“E como está acontecendo em Caxias?”

Aqui estamos há 451 de um movimento grevista dos médicos da prefeitura (quase 80 de greve efetiva) e até agora o prefeito não sentou para conversar com o Sindicato Médico (na verdade não conversou com ninguém). Maria Helena Sartori tem no prefeito José Ivo Sartori seu maior cabo eleitoral e um dos grandes responsáveis pela sua eleição.

Esse é o diálogo que a prefeitura tem o funcionalismo, deputada? Por que aqui em Caxias o PMDB não segue o que a Sra. defende?

Certamente a deputada ganharia o Oscar de Hipocrisia.

Participe do TWITTAÇO em defesa da #aguapublica

Um movimento está sendo organizado na internet, através do Twitter, para a manifestação a favor da água pública. A mobilização acontece nesta sexta-feira (01/7) e para participar basra adicionar a hashtag #aguapublica em seus tweets. No blog http://defesadaguapublica.wordpress.com/ você encontra mais informações sobre como participar. Abaixo, a íntegra do manifesto publicado no blog:
Participe conosco do Twittaço e manifeste-se a favor da #aguapublica. Insira a hashtag no seu Twitter neste dia 01 de julho.

Acreditamos que a discussão em torno do modelo de gestão que queremos para o tratamento de água e esgoto precisa ser realizada de forma responsável. A população e os poderes concedentes precisam analisar profundamente a realidade do saneamento no Brasil e não comprar argumentos fáceis e soluções milagrosas para o setor.

O mundo caminha em direção ao saneamento público. Paris e Itália são os últimos exemplos de localidades que rechaçaram a gestão privada. Quando tratamos de um monopólio natural é muito perigoso pensar um lucro, objetivo número um das privatizações.

Atualmente municípios do Rio Grande do Sul correm o risco de ter o saneamento privatizado, e ainda ver seu patrimônio entregue à iniciativa privada sem que seja paga a devida indenização. Na gestão pública do saneamento temos um único número que nos orienta, aquele que quantifica as pessoas beneficiadas e não aquele que apontará um lucro no balanço de final de ano de uma empresa.

Nosso Estado não pode andar na contramão, por isso convidamos a todos a participarem do TWITTAÇO EM DEFESA DA ÁGUA PÚBLICA. No dia 01 de julho, sexta-feira, das 12h, às 14h inclua no seu Twitter, a hashtag #aguapublica e manifeste-se contra a privatização da água.

Sugestões de frases para colar no seu twitter:

A água não é um bem privatizável, participe do Twittaço. A favor da #aguapublica.

A água é um direito de todos os gaúchos. Participe do twittaço a favor da #aguapublica.

Eu defendo também o manifesto contra a privatização da água. Sou a favor da #aguapublica.

Não quero privatizar o que é de todo mundo. Sou a favor da #aguapublica.

Sou contra a privatização da água, o nosso bem mais vital. #aguapublica.

Nossa água é de interesse público, não de mercado. Sou a favor da #aguapublica.

Eu defendo o interesse público. Sou contra a privatização da água. Quero #aguapublica.

A água é um direito do cidadão gaúcho, não é mercadoria. Sou a favor da #aguapublica.

A água é um direito humano. Por isso, sou a favor da #aguapu
blica.

Participe do nosso panelaço virtual contra a privatização da água. Ela é publica e é nossa. #aguapublica.

Lê também este Post sobre o tema e sobre como o tema está sendo tratado na Europa http://luizmullerpt.wordpress.com/2011/06/02/aves-de-rapina-poem-em-perigo-as-aguas-do-rio-grande-e-dos-gauchos/

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Atestado de Recalque

Depois do Milton Corlatti, Armínio Fraga e Germano Rigotto, agora vem a ressurreição: FHC. O Burgueseiro, seguindo a linha do PIG - burguês, apresenta os modelos de candidatos que devemos nos espelhar na hora de votar: chiques, limpinhos, ricos, estudados, que defendem os empresários (mas dizem que defendem o povo), que tem lado (o lado do capital)...

Fernando Henrique Cardoso, do alto dos seus 80 anos e não sabendo mais o que fazer pra aparecer (agora virou o rei da maconha - até parece!), deu uma entrevista ao PIG, no mínimo vergonhosa!

Mas quem não sentiria uma invejazinha e ficaria recalcado em anteceder um governo que agrada a maioria da população? Um governo que realmente começou a mudar a história do país? E o pior de tudo... saber que o Lula é "o cara" do povão!

Veja alguns trechos que atestam o recalque (ou caduquice) do ex-presidente:

- "O PT é o rei da infâmia"

- "Não estou magoado. Ele nunca me ligou por aniversário algum. O Lula e eu, quando estamos juntos, nos damos bem. Agora, ele deve ter algum problema psicológico, tem dificuldade comigo.

(logo depois ele falou que "se a pessoa fuma maconha o dia inteiro, vai ter problemas psicológicos" - tá querendo dizer que o Lula fuma maconha?)

E a pérola final:

- "Eu dou muitas palestras pelo mundo. Não há uma semana que eu não receba até três convites para palestrar fora do Brasil. Todas muito bem remuneradas e algumas até recuso. Eu dou palestra em quatro línguas, não preciso de tradutor. Não existe concorrência.

Mas, também, houve um pouco de sensatez:

-"O PT ainda acredita que o melhor para o país é que um partido, eles, ocupe o Estado e que o Estado mude a sociedade." - e os partidos existem pra quê afinal?

domingo, 26 de junho de 2011

Nova tentativa da Veja desestabilizar o país cai por terra

A revista Veja, que por incrível que pareça já foi um veículo sério, tentou criar mais um factóide ontem, 25, mas caí por terra. Um dos colunistas chinfrins, por que ninguém sério se exporia ao ridículo, publicou uma nota dizendo que havia incoerências na declaração de imposto de bens feita pela atual Ministra da Casa Cívil, Gleisi Hoffmann. A nota dizia que ela tinha um apartamento de 412 m², num bairro nobre de Curitiba e que o apartamento valia pelo menos R$ 900 mil, ao invés dos R$ 245 mil declarados.

Ma isso não passa de uma grande mentira, mais uma, da Veja. A nota abaixo, com fina ironia, a Ministra demonstra os inúmeros erros da matéria (que tem só 6 linhas). Inclusive pede se alguém quiser comprar o apartamento pelo valor que a revista "diz que vale", ela até se dispõem a conversar.

O "colunista" fez uma pequena retratação, mas não publicou a nota da Ministra, mais uma demonstração da falta de ética da Veja. Abaixo segue a nota da Ministra.
Sr. Lauro Jardim
Editor da Coluna Radar
Revista Veja
O apartamento que possuo em Curitiba tem menos de 190 metros quadrados de tamanho e não 412 metros, como afirma nota divulgada hoje, 25, no Radar on-line. Há outros erros na nota. A saber: diferentemente do que informa Lauro Jardim, a lei não permite, mas DETERMINA que o valor declarado ao Imposto de Renda seja o de compra. Assim, o apartamento, que adquiri em 2003, tem sido declarado pelo valor de compra desde a declaração de 2004. Sobre o valor de R$ 900 mil, citado na nota: é claro que meu apartamento valorizou-se nestes oito anos após a compra, mas, se Lauro Jardim ou o corretor que, diz ele, avaliou o imóvel, desejarem comprá-lo por este preço, podemos conversar.
Gleisi Hoffmann

sábado, 25 de junho de 2011

Marlonei e Sartori uma dupla que despreza a população

O prefeito, José Ivo Sartori, e o Presidente do Sindicato dos Médicos, Marlonei dos Santos são protagonistas de uma das mais deprimentes quedas birras da história de Caxias do Sul. Nunca antes na história da nossa cidade se viu tanto descaso, diria até desprezo, pela população como nessa greve dos médicos.

Na foto o presidente do Sindicato dos Médicos,
Marlonei dos Santos, entrega ao vereador Renato
de Oliveira (PCdoB) a contraproposta salárial

Foto: Fábio Rausch
O movimento não é recente, é muito mais do que os 74 dias de paralisação completados hoje. No nosso site há a contagem desde que o sindicato médico deflagrou o movimento pela primeira vez isso há 446 dias. Nesse tempo todo a justiça considerou o movimento legal, ilegal, decretou multa, disse para cobrar o ponto dos profissionais, mas em nenhuma vez, repito, nenhuma vez o Prefeito sentou com o sindicato para negociar. E olha que os dois não são inimigos, o Marlonei foi apoiador do Sartori!

Algumas questões nos chamam a atenção.

A primeira é se o ponto dos grevistas está sendo cortado. Sartori foi um apoiador de primeira ordem da ex-governadora Yeda que cortou o ponto quando os professores estaduais fizeram greve. Será que na concepção do Sartori pode cortar o ponto de professor e não de médico?

A segunda é porque a elite caxiense que é a primeira reclamar quando metalúrgico, professor ou gari fazem greve está silenciosa até agora?

Terceiro, por que o prefeito Sartori se recusa a discutir com o presidente do Sindicato Médico? Acredito que durante a campanha eles devem ter sentado e conversando muitas vezes, em grandes jantares.

Quarto, por que a justiça que quando é trabalhador assalariado age rápido para condenar uma greve está demorando tanto tempo quando quem está no movimento é de um setor economicamente muito mais favorável?

Quinto. Qual o motivo do silencio das entidades de moradores de bairro? Sei que a antiga diretoria da UAB estava no bolso do prefeito, mas será que a atual ainda continua?

Na ultima terça feira, 21, o presidente do Sindicato Médico apresentou a primeira contraproposta, até agora, à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara de Vereadores. A proposta é de abono de 55% sobre o salário base e congelamento de 1 ano (até as vésperas das eleições municipais) da reivindicação do piso nacional de R$ 9.188,22. Entretanto a Secretária de Saúde já disse que não aceita a proposta.

Na quarta feira, 22, durante a sessão da Câmara, o vereador Mauro Pereira (PMDB) chegou a dizer que o presidente do sindicato médico deveria ser preso se descumprisse a ordem judicial. Na mesma sessão a vereadora Ana Corso disse que o prefeito Sartori deveria ser penalizado.

Concordamos com os dois. E você?

Estudo mostra que no Brasil os ricos reclamam de boca cheia

Postagem original no blog Somos Andando
Quem mais reclama dos impostos cobrados no Brasil paga pouco, na comparação com outros países. São, aliás, os mesmos que gostam de citar exemplos de nações de “primeiro mundo” para reclamar menos preservação ambiental, mais liberdade aos mercados etc. São representados pela imprensa tradicional e conservadora, que reproduz e realimenta o discurso único, sempre igual, sempre tão pouco plural. São também chamados de elite.
“O estudo [feito pela rede UHY] indicou que um profissional no Brasil que recebe até US$ 25 mil por ano – cerca de R$ 3.300 por mês – leva, após o pagamento de Imposto de Renda e Previdência, 84% do seu salário para casa. Já os profissionais que recebem US$ 200 mil por ano – cerca de R$ 26.600 por mês – recebem no final cerca de 74% de seu pagamento”, informa a Rede Brasil Atual, e acrescenta que essa diferença de 10 pontos percentuais é uma das menores do mundo, a ponto de a própria rede UHY considerar nossa carga tributária “esdrúxula”.
A Holanda é citada como exemplo positivo de incentivo a uma maior igualdade. No país europeu, a diferença entre o percentual de salário que sobra descontados os tributos dos profissionais de salário menos alto, dentro da faixa dos US$ 25 mil anuais, e dos mais ricos, é bem maior: de 84,3% para 45%.
O Brasil “ganha” de Dubai, Rússia, Estônia, Egito, Índia e México, entre os países analisados.
Enquanto isso, qualquer iniciativa para mudar a arrecadação tributária, aumentando a conta dos maiores salários, é criticada como uma espoliação ilegítima por parte do Estado. Vale lembrar que a arrecadação de impostos serve para garantir os serviços oferecidos pelo Estado, como saúde, educação, segurança, transporte etc. Ou seja, uma maior taxação sobre os salários mais altos poderia significar não apenas uma menor desigualdade numérica simples, mas reverter em mais qualidade de vida para os mais pobres (aqueles que sequer aparecem no estudo).
Gráfico da BBC Brasil

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Hackers colocam em ação plano para derrubar o sistema político mundial

Na madrugada de quarta para quinta feira um grupo hacker brasileiro denominado LulzSecBrazil invadiu cerca de 500 sites do Brasil. Prefeituras, Câmaras de Vereadores, Governo Federal, Petrobrás, etc. O “ataque” segundo o grupo foi em resposta as tentativas de coibir a neutralidade da internet no Brasil (há uma série de projetos de lei tramitando no Congresso que visam controlar a internet, o mais famoso é o chamado AI5 digital). O grupo não tinha como objetivo o roubo de informações, apenas abarrotou as páginas com milhares de requisições de acesso.

Não sei se propositalmente, ou não, hoje recebemos um manifesto do grupo hacker Anonymous, que age de forma semelhante no mundo inteiro (a principal investida foi contra a Visa e American Express quando se recusaram a aceitar as contribuições ao site WikiLeaks). Nesse manifesto em português, e também um vídeo, fazem o chamamento para O Plano que seriam um grupo de ações divididas em 3 fases. A primeira, iniciada em 15 de junho, consiste em propaganda das idéias via redes sociais na internet e culturais na música e arte. O vídeo traz inúmeras semelhanças com o manifesto feito pelo personagem V, do filme V de Vingança¸ inclusive a proposta de um plano de 1 ano também é parte do plano.

O grupo fez diversos questionamentos de extrema importância. O mundo atual não conseguiu resolver os problemas da fome, desemprego, guerra, injustiças, censura, falta de liberdades individuais, que são responsabilidades dos governos de todo o mundo. Para se insurgir contra isso o Plano foi posto em ação (coloque a data de 15/06/2012 na sua agenda).

Leia o texto abaixo, assista ao vídeo e forme sua própria opinião. Você não vai ler isso na imprensa caxiense.

Saudações aos brasileiros.
A "Anonymous" é o nome de uma organização Hacker-Revolucionária que age no mundo todo. Foi organizada na Europa em 2003, e hoje no mundo todo pessoas agem com a Anonymous contra um sistema "corporocrata" [ver conceito no google] que se instaurou no mundo. Não se assuste com essa mensagem, pois a Anonymous possui meios de mandar mensagens para todos os e-mails existentes através de sua ação "hacker". Sua ação consiste em fazer propaganda de idéias via internet, e ataques virtuais aos centros de poder.

A "Anonymous" pode não ser ninguém que você conheça, mas luta contra problemas na qual vocês vivem: trabalham dia e noite colhendo menos frutos que aqueles que simplesmente nos controlam, nos oprimem. Meia-Dúzia de Corporações multinacionais controlam a imprensa e os governos e ainda oprimem quem os questiona. Isso é uma ditadura disfarçada de Democracia, pois não elegemos nenhum governo, pois essas corporações multinacionais sempre estarão por trás de qualquer governo, visto que elas financiam a campanha dos principais partidos em disputas eleitorais no mundo todo.

A Organização mundial da Anonymous está divulgando esse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=wpgqli5XuJQ do youtube, (o do link possui legendas em português, só clicar em "cc" na barra inferior do vídeo que ativa as legendas). O Video apresenta a "fase 1" das ações para derrubar o sistema (que consiste em propaganda das idéias via redes sociais na internet e culturais na música e arte).

Quem ainda tem dúvidas sobre esses problemas, veja esse documentário completo que explica como funciona o sistema financeiro americano e mundial, e como as corporações controlam a imprensa, os Governos, e ainda reprimem quem os questiona: http://www.youtube.com/watch?v=5xj-sip8qag

Se você concorda com nós e percebe pra onde o mundo caminha, percebe a dominação que exercem sobre todos nós, apóie as ações da Anonymous, mesmo com atitudes simples do dia-a-dia, como comentar com os parentes e amigos sobre essa mensagem, manter-se informado sobre o que acontece e repassar aos conhecidos, desmentir o que a mídia dominante fala sobre nós.

Se você não percebeu o sistema de escravidão na qual vivemos, consente com sua vida simplória e infeliz que o sistema proporciona, ignore essa mensagem e siga vivendo sua vida normalmente.

Faça sua Escolha!

Anonoymous - Brasil.

Assembleia de Participação Popular reúne mais de 200 pessoas em Bento Gonçalves

Com a participação de mais de 200 pessoas de 31 municípios foi realizada ontem no Campus Universitário da Região dos Vinhos (Carvi), em Bento Gonçalves, a primeira Assembleia de Participação Popular e Cidadã na Região da Serra. A audiência pública, com caráter regional, elegeu dez áreas prioritárias que farão parte das assembleias municipais. Também foi eleita uma comissão com a tarefa de acompanhar todo o processo.

Segundo o coordenador regional da Participação Popular e Cidadã, Miguel Dall’Alba, as áreas escolhidas passarão pelas 31 assembléias municipais, onde serão eleitos programas ligados a estas áreas para, posteriormente, formar a lista de programas que irão compor a cédula da consulta popular que será realizada em 10 de agosto. “A participação popular e cidadã vai mudar a vida das pessoas da região”, acredita Dall’Alba.

As áreas escolhidas na audiência pública de ontem foram saúde, desenvolvimento rural, pesca e cooperativismo, segurança, educação, infraestrutura e logística, políticas para mulheres, ciência, inovação e desenvolvimento tecnológico, habitação e saneamento, micro e pequenas empresas e economia solidária e turismo.

Foto: Almir Dupont

segunda-feira, 20 de junho de 2011

PIG caxiense começa a escolher seus candidatos a prefeito

Quando o Paulo Henrique Amorim começou a usar o termo PIG, (Partido da Imprensa Golpista), ele se referia da ação, combinada ou não, dos principais veículos de comunicação do Brasil, (principalmente a Folha de São Paulo, Globo, Veja, …) de ocupar o papel de oposição, principalmente ao governo Lula. O PIG, portanto, estava fazendo “o trabalho” que caberia aos partidos políticos. A principal questão é que a dita imprensa não revelava essa sua intenção. Disfarçada de jornalismo estava inserido o objetivo verdadeiros, desestabilizar o governo.

Mas também é papel do PIG lançar seus candidatos e apoiá-los descaradamente. Caxias do Sul já entrou nessa onda. Aqui nosso principal representante do PIG (mas não o único) o Jornal Pioneiro, dedicou a seção de “política” do jornal de sábado para tentar lançar o presidente da CIC, Milton Corlatti, como candidato a prefeito de Caxias. A coluna assinada por Pietro Rubin tenta justificar essa candidatura, inclusive com várias possibilidades que exigiriam até a troca de partido, tudo isso no maior descaramento. Numa entrevista com o PIGcandidato ele demonstra inclusive o pouco conhecimento que tem sobre a política caxiense omitindo nomes de pré candidatos (ou será que foi ordens da editoria?).

Esse comportamento da nossa “grande imprensa” com certeza se acentuará no ano que vem. Se há mais de um ano das eleições municipais já estão ensaiando candidatos imagina como será no próximo ano? Durante a campanha do ano passado, na mesma coluna só que comandada pelo Ciro Fabres, o número de citações positivas para o candidato José Serra era 3 a 4 vezes maiores as dá candidata Dilma Roussef (que quando aparecia era um comentário neutro ou negativo).

Uma democracia não é feita sem uma imprensa livre, isso é verdade, mas imprensa livre deve ser honesta, então Pioneiro, ou diga qual é o seu candidato ou pare de lançar balãos de ensaio.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

2º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas

Acontece de hoje até o dia 19, em Brasília, o 2º Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas. Progressista pode ser um termo muito amplo, e é para ser. Entenda-se progressista, nesse caso, toda a pessoa que tem como norte, ou sul, a defesa da liberdade de expresssão. Essa liberdade é muito propagada, inclusive pela grande mídia, e é um direito fundamental. Ela foi muito falada durante a campanha eleitoral e seu conceito muito distorcido. As pessoas que estarão participando desse encontro são defensores, de primeira ordem, da liberdade de expressão. Inclusive só conseguem se reunir ou publicar suas opiniões porque o Brasil garante esse direito.

Mas então por que a grande mídia, critica tanto vários desses blogueiros? Por que existe um grande diferença, também, entre liberdade de expressão e liberdade de imprensa. A segunda é o direito de um veículo de comunicação divulgar informações sem ser perseguido, e blogs são veículos de comunicação também. O que a grande mídia não consegue assimilar é que os blogueiros progressistas questionam a liberdade de empresa. Os veŕculos de comunicação no Brasil, comandados por meia dúzia de famílias, não tem como objetivo informar, tem como objetivo fazer dinheiro, ter lucros. Aí dane-se a ética, a verdade e a integridade. Vale tudo para a audiência que em resumo é o lucro.

Então há uma necessidade urgente de que exista um contraponto, a altura da abrangência da grande mídia, para que a “outra versão”, que na maioria das vezes é a verdade possa aparecer. Exemplos de distorção da verdade (para não falar em mentira) são inúmeros. Podemos citar alguns.

É famoso o caso do comício pelas diretas em São Paulo, em 1984, que o Jornal Nacional noticiou como uma festa pelo aniversário da cidade. Outro caso emblemático é a manipulação, pós debate eleitoral, das imagens e falas dos candidatos Lula e Collor em 1989, beneficiando o segundo. Mais recentemente a mídia criou um ambiente de pânico em torno da febre amerela, o que resultou em pessoas tentando, e conseguindo, se vacinarem mais de uma vez, que levou inclusive a morte. Não por fim, mas bastante emblemático, foi a tentativa da Rede Globo vender a ideia de que o então candidato a presidente José Serra havia sido atingido por um rolo de fita adesiva, quando a imagem mostrava uma bolinha de papel.

De todos esses casos somente o último foi possível uma reação a tempo, e em grande escala, que pode mostrar o que realmente tinha acontecido. Isso aconteceu por uma soma de esforços. Outras pessoas filmaram a cena, inclusive outra emissora de TV (no caso o SBT), e mostraram que o objeto, mesmo que um perito contratado pela Globo afirme, não era um rolo de fita e sim uma mera bolinha de papel e o Serra era um baita de um fingido.

Essa manipulação teria mudado a história? Pode ser que sim. Esse motivo é suficiente para que haja uma defesa intransigente de uma comunicação realmente democrática. Até hoje a Globo não se desculpou por ter enganado a população, com seu rolo de fita que só eles viram.

A liberdade de imprensa, a liberdade de expressão e a crítica profunda ao lucro acima de tudo que é marca registrada da grande mídia brasileira serão temas de debates nesse final de semana aqui em Brasília. O evento terá transmissão ao vivo, faça parte também dessa rede. Não só critique a mídia, seja a mídia.


Foto: 

quarta-feira, 15 de junho de 2011

DCE PUC RS perde a razão e apela para a baixaria, mais uma vez

Acho que a imagem que definiria melhor a palavra "escândalo" no dicionário seria uma do DCE da PUC/RS. Essa entidade, dita estudantil, está há mais de 15 com o mesmo grupo comandando e sem fazer eleições democráticas. Tudo bem eles dizem que fazem, mas a urna é escondida, a votação é de um dia e ninguém consegue ler os editais.

Agora durante o processo de escolha dos delegados ao Congresso da UNE a situação tomou proporções de revolta. Haviam se inscrito 4 chapas, porém a diretoria da entidade impugnou todas aquelas que não eram ligadas a situação. O mais absurdo disso é que os representantes da universidade são eleitos segundo o número de votos de cada chapa, ou seja, todos participariam. Mas aí há um outro problema, eles não queriam nenhuma outra chapa pois assim não haveria questionamento ao DCE, ou seja, eles quiseram calar a oposição.

A PUC vive quase num regime de excessão. Lá não se pode panfletear. Os Diretórios Acadêmicos, os poucos que existem, não podem passar em sala. De outro lado o DCE recebe fartos recursos, pagos compulsoriamente pelos alunos. Valores que alcançam as centenas de milhares de reais por ano!

Mas a tática, que é sempre usada, dessa vez não funcionou. E os estudantes gritaram, acamparam na frente do DCE, foram expulsos pela própria PUC e na segunda feira, no dia da "eleição para o congresso da UNE" a coisa acabou em agressão. Duas estudantes foram agredidas em uma sala onde estava a urna. As eleições aconteciam somente em um dos blocos, que estava com as portas fechadas. No vídeo abaixo há o flagrante da agressão.



Esses acontecimentos são lamentáveis e demonstram o grau de aparelhismo que o DCE da PUC/RS alcançou, não podemos deixar de dizer que a maior parte dos integrantes dessa e das gestões anteriores é ligado ao vereador Mauro Zacher (PDT/POA).

Nos solidarizamos com o movimento dos estudantes da PUC em prol da democracia na sua entidade estudantil. Abaixo reproduzimos uma nota da Marcha Mundial de Mulheres sobre as agressões sofridas por duas estudantes.

Foto: Tanam Hennicka


NOTA DE REPÚDIO A TRUCULÊNCIA  DO DCE DA PUC COM A CONIVÊNCIA DA PUC/RS

Nós, da Marcha Mundial das Mulheres RS, repudiamos veementemente a violência praticada pelo patriarcado, por meio de seus representantes no DCE da PUC/RS e todo conservadorismo da Pontifícia Universidade Católica, onde, mais uma vez, as mulheres foram vítimas. Machismo, abuso de poder, constrangimento ilegal e conivência de toda a instituição marcaram os fatos ocorridos ao longo das duas últimas semanas, em especial na noite de ontem (13/6).

O DCE da PUC/RS  é reincidente nestas práticas nos processos de eleição, que constantemente terminam assim, em violência. Desta vez as vítimas foram duas militantes do movimento estudantil, que estavam lá para garantir a democracia e transparência do processo eleitoral do Congresso da União Nacional dos Estudantes.
Em outros momentos, já foram presenciados, inclusive, casos de morte. Todo processo de  eleição vai parar na justiça, pois há fraudes, mas a conivência da Reitoria mantém o sistema.

Não vamos mais tolerar estas práticas, que sempre acabam em violência, perseguição da oposição, preconceito, falta de transparência e suspeita de fraudes.

Toda a nossa solidariedade às companheiras que foram vítimas de violência física por parte dos integrantes do DCE da PUC/RS. Sabemos que um dia essa história vai  mudar e que isto só acontecerá com a nossa luta!

Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres!

Marcha Mundial das Mulheres-RS

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Pérolas da Geni [1]

São tantas frases explosivas da longeva vereadora Geni Peteffi (PMDB) que formos obrigados a fazer uma seção especial para que elas não se percam no tempo. A primeira, dessa série, foi disparada contra a vereadora Denise Pessôa (PT):

“Querer chegar aqui e se mostrar dona do campinho, isso não, vereadora Denise”

Essa frase foi proferida durante a sessão da Câmara de Vereadores na quarta feira, dia 8. O debate era sobre as comissões da Casa. Denise tenta chamar uma audiência para discutir educação infantil, algo que o governo municipal não quer. A vereadora Denise chegou a dizer que a vereadora governista não sabia a extensão da expressão "Direitos Humanos".

sábado, 11 de junho de 2011

Dedo na goela... o que rola pela Elite Caxiense

Compilação das principais notícias do Burgueseiro sobre a elite caxiense da semana:

"O médico Nãocansodeganhargrana e sua esposa, a light designer Amofutilidades, acabam de retornar de uma temporada pela Europa. Em Paris, o casal celebrou o título de mestre em Cardiologia que ele conquistou após longa jornada de estudos no Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul".

"Eloise aproveitou para garimpar as novidades de seu métier."

"O clã de Nãotenhonadaoquefazer e Torrasgandodinheiro viaja hoje à Argentina.

A família estará reunida para celebrar a passagem do aniversário da filha Papaiemamãemebancam, esposa do médico Esbanjarehbom, que será o centro das atenções durante uma temporada de 15 dias de dolce far niente no luxuoso Llao Llao Hotel & Resort, na Patagônia."

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Ah esses "cidadãos de bem" aprontam cada uma

Paulo Sérgio Cândido Leal (foto) é um comerciante de 39 anos, casado, pai de família, um “cidadão de bem”, daqueles tão alardeados pelos divulgadores da política “todo mundo com uma arma na mão”. E Paulo Leal tinha uma. Uma espingarda, que levava no carro (algo ilegal), sem porte (outro crime), sem numeração (mais um para a lista).

A vida quis que Paulo Leal se envolvesse em um desentendimento de trânsito com Douglas Rafael Ebert Kappes, 27 anos, noivo. Paulo e Douglas, segundo a versão do Paulo, fecharam a frente um do outro, não houve grandes danos a nenhum dos carros, mas isso resultou em eles se encontrarem na frente de uma residência no Bairro Jardim Eldorado.

Douglas anotou a placa do carro de Paulo e essa atitude fez com o Paulo empunhasse, carregasse e disparasse a sua espingarda matando Douglas. Um assassinato a sangue frio. Por mais que Paulo Leal alegue legitima defesa (na entrevista que ele concedeu ao Jornal Pioneiro), ele era a única pessoa armada.

O mais intrigante é que até agora os defensores do “todo mundo com uma arma na mão”, não prestaram nenhuma solidariedade a família da vítima, nem condenaram publicamente o assassino confesso. Leal já havia se envolvido em outro incidente de trânsito, já havia inclusive tido outros "probleminhas" com a justiça. Quando alguém alega que teve um "probleminha" é que na verdade foi um problemão.

Estranho isso pois foi um “cidadão de bem”, aquele que eles tão lembrado nas campanhas contra o desarmamento, agiu como um intolerante assassino. Isso não poderia ser previsto? Claro que poderia. Leal já havia se envolvido em outro incidente de trânsito, já havia inclusive tido outros "probleminhas" com a justiça. Quando alguém alega que teve um "probleminha" é que na verdade foi um problemão. Então pessoas como ele seriam as primeiras a não ter posse de arma, por isso sua arma era ilegal. Andar com armas levam as pessoas a usar pelos mais variados motivos, na maioria das vezes fútil, como esse.

domingo, 5 de junho de 2011

O Tega continua "horrível"

O vídeo abaixo foi feito pelo Instituto Orbis, uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) Ambiental de Caxias do Sul. Fundada em 1º de Agosto de 2005 tem por finalidade a defesa, proteção e conservação do Meio Ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável. O texto abaixo é a descrição do vídeo.



Esse é o Arroio Tega, principal curso d'água de Caxias do Sul, na Serra Gaúcha.

Note a quantidade de espuma que há no arroio. É incrível.

No passado, na base da cascata, as pessoas faziam piqueniques, banhavam-se e pescavam. Os tempos mudaram..., para pior.

Esse video foi feito no dia 1º de Junho de 2011. Mas o arroio Tega está assim já há vários anos. Infelizmente. Qual a cidade que tem uma cascata urbana? Tudo poderia ser bem diferente, não é mesmo?

Essa água sai de Caxias descendo a Serra Gaúcha. Encontra-se com o Rio das Antas e depois com o Rio Taquari. Mantém o seu curso em direção ao Rio Jacuí, um dos principais rios do Rio Grande do Sul. A jornada continua até o Lago Guaíba já em Porto Alegre. Lentamente, desce mais ainda para a Laguna dos Patos até se encontrar com o oceano Atlântico, em Rio Grande.

sábado, 4 de junho de 2011

Essa imagem vai correr o mundo

A que ponto chegamos!

Ontem milhares de  bombeiros e familiares fizeram um protesto em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro para reivindicar melhores salários e melhores condições de trabalho. Isso mesmo! Reclamam, e com razão, do baixo salário que esses profissionais recebem R$ 1.031,38 (sem vale transporte) bruto, segundo o blog do movimento. É o pior salário do país (o do RS é o segundo pior)! Mesmo assim esses homens e mulheres estão, diariamente, enfrentando situações de risco para salvar a vida de outras pessoas, as vezes, como eles mesmo reclamam sem condições ideais para exercer essas operações.

Mas o que começou como uma reivindicação terminou com uma ocupação ao Quartel Central da coorporação. Segundo os próprios manifestantes "Invadimos não, adentramos nossa segunda casa". Aí o que fez o governo do estado? Mandou o Bope invadir e prender todo mundo!

Isso mesmo! Mais de 600 bombeiros do Estado do Rio de Janeiro foram presos e mandados para a Corregedoria da Polícia Militar em Niterói. Esses homens e mulheres que foram presos demonstraram uma excepcional mostra de unidade e força. Ao descerem dos ônibus que os levaram até a prisão (sabendo que as câmeras da TV estavam filmando tudo de helicóptero) fizeram um SOS humano. Veja o vídeo abaixo.



Qualquer criança sabe que a corporação dos bombeiros é uma das que mais tem prestígio junto a população, pois é ela que atende as situações mais dramáticas. A atitude do governo do estado é lamentável também por tratar um movimento reivindicatório como caso de polícia, o que está começando a virar rotina.

Agora é a polícia travando uma guerra contra a própria polícia. E a população fica no meio desasistida.

EXTRA! EXTRA! Aécio Neves dá golpe fiscal e César Maia desvia verbas públicas!

Saiu no PIG uma minúscula nota, quase inexsitente se comparada ao escândalo armado para desgastar o governo Dilma e o Ministro Palocci.

O ex-prefeito César Maia (DEM) e dois de seus seus ex-secretários municipais estão sendo processados pelo Ministério Público Federal por dispensa indevida de licitação e favorecimento de contratação de empresa na construção de duas vias de acesso da Vila do Pan. Os ilustres políticos, juntamente com a empresa contratada, responderão a uma Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa e correm o risco de ser penalizados com a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa e proibição de contratar temporariamente com o poder público. (vou a Caravaggio à pé ano que vem se tudo isso der acontecer!)

Já o líder tucano e senador Aécio Neves está sendo acusado de sonegação fiscal e ocultação de patrimônio por três deputados estaduais de Minas Gerais. Os deputados relataram na representação que "Aécio omite a realidade sobre o seu patrimônio" e seus rendimentos declarados são "incompatíveis" com seu "nababesco estilo de vida". Questionam o fato de automóveis de luxo estarem em nome de uma rádio, que tem como sócios Aécio e sua irmã, Andréa Neves - também alvo da representação -, e o uso de um jatinho pelo senador. (se isso bombar tanto quanto as acusações contra Palocci, volto de Caravaggio à pé!)

sexta-feira, 3 de junho de 2011

É difícil saber quem é pior

Nosso blog fez uma enquete com os seus leitores com a modesta pergunta:



Quem é mais truculento (ou tosco, ou sem diálogo)?

(  ) O Prefeito Sartori?
(  ) O Dr. Marlonei?
(  ) Ambos


Apesar de nossos leitores terem optado, na sua maioria, por responder Ambos, a dúvida pairou sobre a enquete. Ainda mais com os últimos acontecimentos. Depois de uma audiência pública, na Câmara de Vereadores, que reuniu todos os interessados, inclusive o maior interessado que é a população, um encaminhamento havia sido decidido.

De comum acordo o Ministério do Trabalho seria o mediador das discussões. Na primeira reunião o presidente de sindicato dos médicos, o tal Marlonei, não foi na reunião, disse que tinha plantão.

Na segunda rodada, dia 31, ele disse que preferia negociar diretamente com a prefeitura.

Como assim?!?!?

Não era justamente ele que dizia que a prefeitura não negociava?

E lá se vão 424 dias de movimento grevista e nem Marlonei, nem Sartori estão dispostos a dar um fim nessa situação. Enquanto isso é a população que paga a conta da falta de senso de uma dupla de incompetentes.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

CQC Anti-amamentação: Vai Pra PQP

Republicamos abaixo o texto de Lola Aronovich que é professora da UFC, com mestrado e doutorado em Literatura em Língua Inglesa pela UFSC. Além de concordarmos com o teor esse texto tem uma questão extra, a autora sofreu uma ameaça de processo do Marcelo Tass! Exatamente o "paladino" da liberdade de expressão. 


Por conta disso não poderíamos de dar nosso apoio e solidariedade a quem desmascara, mais uma vez, uma "carinha bonita do PIG". O texto é longo mais vale a pena.


Quem quiser conferir o blog clique aqui.




Eu não vejo CQC, mas leitoras me contaram da última do programa da Band em geral, e do Rafinha Bastos (que adora contar piadas sobre estupradores merecerem um abraço) em particular. Dá pra ver aqui. Raf começa lendo carta de uma leitora que lhe pede pra falar sobre o mamaço, a manifestação promovida em frente ao Itaú Cultural depois que uma mãe foi impedida de amamentar seu bebê em público. Note como ele diz mamaço, com a maior cara de asco. Não fica claro se seu nojo é pelo ato de amamentar ou pela audácia de pessoas protestarem. Ele exemplifica falando do beijaço, que seria “pra promover o beijo, sei lá”. É, é pedir demais que um carinha, numa concessão pública que é a TV, se informe minimamente antes de falar diante das câmeras. Beijaço não é pra promover beijo. É uma arma do povo LGBTTT para lutar contra a homofobia. Porque, assim como pessoas como Rafinha não aceitam ver uma mulher amamentar em público, também acham horrível um casal gay se beijar. Do jeito que Raf menciona beijaço e mamaço, ele deixa transparecer o que acha de protestos: ativistas são pessoas fúteis sem nada pra fazer na vida além de reclamar. Revolucionário e profundo é o CQC.

Reproduzo um pouquinho o diálogo. Raf: “Por que cargas d'água tem aquela mãe que enfia a teta nas caras das pessoas na rua, véio? Mano, vai prum banheiro, c*ralho, porque a gente olha, não tem como.”
“Joga um lencinho em cima,” diz um outro neandertal. “Às vezes dá até um constrangimento” [é, o constrangimento é deles! Não das mães com um cara babando em cima delas!]
Raf: “Não precisa tirar aquele mamilo, que mais parece uma, que parece um rocambole. [...] [Definição rafística pra mamaço:] Todo mundo lá mostrar as teta. [...] Não pode proibir, é um direito da pessoa [note que ele não diz “da mulher”], mas pô, dá uma protegida”.

Aí vem o outro energúmeno dizer que amamentar é um pretexto, porque no fundo o que a mulher quer mesmo é mostrar os seios. Claro, né? Afinal, a primeira coisa que tá na mente de toda mulher, inclusive as que estão com um bebê chorando nos braços, é atrair a atenção sexual do macho. É instinto! O problema, segundo o filósofo Rafinha Bastos, não é que a mulher queira se mostrar (isso pode na nossa sociedade! Imagina se não pudesse, a TV ia viver do quê? Só do talento de Rafinhas e Marcelos Tas?), “é que quem quer mostrar a teta é quem não deveria querer mostrar. Nunca é aquela gostosa. Geralmente é aquela mãe com aquelas buchibas”. E os três machos lamentam que nunca viram a Giselle Bundchen amamentar, apenas aquela mulher “que não precisa de um sutiã, precisa de joelheira”.

Essa conversa entre compadres tão moderninhos me revolta, porque é difícil ver três marmanjos do alto do seu privilégio falar de um assunto que não lhes diz respeito. Sabe como tem muita gente que acha que homem não deve dar pitaco sobre aborto? (e ainda assim 77% de quem comanda as campanhas anti-aborto são homens). Então. Também não deve se meter em amamentação. Porque homem não entende de amamentação. Pra entender, teria que parar de pensar com o pênis e pensar um tiquinho com a cabeça. Toda a questão é que seios não são apenas órgãos sexuais, assim como mulheres não são objetos sexuais. Mulheres existem independentemente do que os homens acham delas. Seios existem, independente do que os homens acham deles. A atitude do CQC deixa claro, em cada linha, que mulheres e seus seios deveriam ter apenas um propósito na vida: servir aos homens.

Tenho certeza que Rafinha pensa assim. Aquilo não é um personagem, é ele mesmo, seus pensamentos. Esse pessoal tem muito em comum com o Bolsonaro. É toda uma maneira fascista/mimada de ver a vida, de achar que algo que não os serve não serve pra nada. Mas não são apenas os reaças que pensam assim. Lembro quando vivia em Detroit e vi o Bill Maher, que nos EUA é tido como liberal, discursar longos minutos contra amamentação em público (veja aqui, é de 2007). Ele acha que mulheres que amamentam em público são preguiçosas, porque não planejam com antecedência quando o bebê terá fome. E ridiculariza as queixas das ativistas: “Não é lutar por um direito, é lutar pelos holofotes. Pare de se achar especial porque você teve um bebê. É algo que um cachorro pode fazer”. E, óbvio dos óbvios, compara amamentar com se masturbar. Todo mundo que é contra amamentar em público fala uma asneira dessas, e nem fica vermelho. As pessoas se masturbam (e, por algum motivo estranho, parece que apenas os homens têm vontade de se mastubar em público, geralmente na frente de alguma menina indo pra escola) para obter prazer pra elas mesmas. Amamentar, embora possa ser um ato prazeroso, é alimentar um outro ser, inclusive um ser indefeso, que depende da mãe (ou ao menos de um adulto) pra sobreviver.

Como há inúmeros estudos provando que amamentar é melhor pro bebê, já que leite materno é feito especialmente pro bebê humano, e por isso o protege contra doenças, essas cretinices que alguns homens dizem não condenam a amamentação como um todo, apenas a amamentação em público. Mas dá na mesma. Pregar que uma mulher não pode amamentar em público equivale a dizer que ela não deve sair de casa, que ela deve viver pro bebê, deixar de trabalhar e de curtir a vida pra unicamente servir ao bebê. E isso por quê? Ah, porque homens são seres que não conseguem se controlar ao ver um peito de fora (quem diz isso são eles, não eu!). Mulheres devem deixar de vestir certas roupas e de amamentar porque homens são tarados.

Quer dizer, os homens é que têm um problema, e a mulher é quem deve resolvê-lo, abdicando da sua liberdade.

Porque olha, não são as mulheres que têm problemas com mamilos. São os homens. E não me venha com essa de que, imagina, homem hétero adora mamilo de mulher! Primeiro que homens mal reconhecem que eles têm mamilos! É zona erógena pra homem hétero também, sabia? Lembra de todo o carnaval feito em cima da armadura com mamilos de um Batman aí? (escrevi sobre isso). Quem armou todo o auê, homens ou mulheres? Eu me recordo de quando algumas mulheres, no início da década de 80, quiseram fazer topless em praias cariocas. Elas quase foram linchadas. Precisaram de escolta policial pra sair. Quem quase linchou? Homens ou mulheres? Eu nunca ouvi um homem dizer “Ué, não teria problema algum se as mulheres saíssem sem roupa” sem o adendo “mas só as gostosas, mulher feia nem deveria poder ir à praia”. Então não estamos falando de liberdade, né? Estamos falando de homens ditarem pras mulheres quando, quem e onde elas podem fazer o quê com o corpo delas.

A ofensiva contra a amamentação em público é uma coisa recente, iniciada nos EUA. Não existia com tanta força até poucos anos. Agora se alastrou, e como adoramos importar o que não presta dos países desenvolvidos (só o que não presta, como algemar criminosos), importamos mais esta barbaridade pro Brasil. Tá se alastrando. Precisamos lutar contra mais essa barbárie.

Os machos do CQC terminam com outro exemplo de como a anatomia feminina é asquerosa, principalmente quando não está a serviço de sua função primordial (satisfazer o homem). Um deles fala de uma tia que mostrou o vídeo do parto. Eles quase vomitam ao mencionarem vaginas gigantes e sangrentas. Ahn, dica. Gente, tem um nome pra quem diz que anatomia feminina é nojenta, algo do qual as mulheres deveriam se envergonhar: misógino. O substantivo é misoginia. Vocês devem ter ouvido falar. Afinal, é isso que vocês fazem pra viver.

Aprendam, homens: seios têm mais finalidades que vender cerveja.

Leia Liberdade relativa: Marcelo Tas quer me processar.