Secretária de Políticas para as Mulheres, Marcia Santana, morre em Porto Alegre

Márcia Santana era assistente social e foi chefe de gabinete da então deputada Maria do Rosário (PT). Foi diretora da Fundação de Proteção Especial do Estado, presidente da Associação de mulheres Viamonenses Mariá, sócia-fundadora do movimento pelo fim da exploração sexual de crianças e adolescentes do RS, secretária executiva da rede nacional de frentes parlamentares em defesa da infância no Brasil e assessora técnica da comissão parlamentar do Congresso Nacional - que investigou redes de exploração sexual de mulheres, crianças e adolescentes.

No cargo de Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres, que ocupava desde o início do governo Tarso,  Márcia tinha uma atuação reconhecida pelo movimento feminista gaúcho e brasileiro. Uma de suas últimas atividades foi a participação da Secretaria na blitz Balada Segura que fazia abordagens para conscientização contra a violência contra as mulheres.

A notícia de sua morte deixou perplexos membros do governo e dirigentes do movimento. Márcia tinha 35 anos e foi encontrada, inconsciente, por seu companheiro que estranhava a sua demora, no banheiro da sua residência. O Samu foi chamado e não conseguiu reanimá-la. A provável causa da morte foi um infarte fulminante.

Márcia Santana, será velada a partir das 10h desta quarta-feira (13), no Salão Negrinho do Pastoreio, do Palácio Piratini. O enterro está marcado para as 17h30, no Jardim da Paz, em Porto Alegre.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados