terça-feira, 28 de outubro de 2014

Contra o preconceito! O Resultado Ponderado das Eleições por Estado

Clique na imagem para ver em tamanho maior

Thomas Conti é Mestrando em Economia pelo Instituto de Economia da UNICAMP e foi dele uma das mais inteligentes demonstrações de que o discurso de ódio e separatista, que ganhou as páginas das redes sociais, e imprensa, na segunda feira, é uma grande bobagem.

Thomas resolveu mudar o padrão binário (bom e mau) da representação das votações dos candidatos a presidente nos estados, por uma amostra matemática e real. O Brasil deixou de ser dividido entre Azul e Vermelho e passou a ser mais "roxinho", ou seja, é falsa a ideia de que o pais é dividido.

Em seu blog Thomas explica os motivos que o levaram a fazer o mapa que olhasse o resultada das eleições sob outro aspecto. Ele diz que seu perfil, no Facebook, recebeu "um enxame de declarações preconceituosas depois de apurados os votos". Em seguida ele completa "acho bom as pessoas terem em mente que não apenas estão propagando um discurso de ódio tacanho e lastimável, como ainda estão com uma visão completamente equivocada da realidade deste país!".

Na sequência ele destrói os infográficos, divulgados pela imprensa, que mostram um país dividido. "Os gráficos que foram veiculados distorcem o cenário eleitoral: dezenas de milhões de nordestinos não votaram na Dilma, dezenas de milhões do sudeste não votaram no Aécio! Não adianta ficar propagando ódio contra esse ou aquele grupo, venceu quem teve o maior número de votos ENTRE 144 MILHÕES DE ELEITORES", afirma.

Na sequência ele explica como elaborou o novo mapa.

Como foram obtidas essas escalas de cor?

Usando o Excel 2013, computei o percentual de votos válidos de cada candidato em uma tabela. Nas versões mais novas, o Excel tem um recurso chamado Formatação Condicional que permite ao programa colorir automaticamente tabelas a partir de uma instrução. Usando esse recurso, selecionei o vermelho básico para 100% de votos em Dilma, e o azul básico para 0% de votos em Dilma. Depois fiz o contrário para a coluna do Aécio: 100% de votos nele é o azul básico, e 0% de votos nele é o vermelho básico. Feito isso, todos os valores intermediários são coloridos automaticamente pelo excel, formando uma cor que reflete precisamente o grau de distância entre 0% e 100% nessas escalas. O fato de as duas colunas terem precisamente a mesma coloração atesta a precisão do programa.

Por que os Estados do Sudeste parecem menos azuis?

Isso se deve à proporção que cada candidato teve de votos por Estado. Nos Estados em que Dilma teve o pior desempenho – Acre e São Paulo – obteve ainda assim 36% dos votos válidos, 15 pontos percentuais a mais do que o pior desempenho de Aécio, que foi de 21%. Ou seja, mesmo nos Estados do Sul o peso de no mínimo 36% para a cor vermelha acaba atenuando um pouco a força da cor azul.

Com tantos analistas e especialistas, as emissoras de televisão e os jornais poderiam, e deveriam ter, um senso mais apurado da realidade para não serem os estimuladores de discursos equivocados.

"Qualquer generalização de gênero, cor e classe social não vai conseguir dar conta de tudo isso, então façam o favor de parar de instilar veneno e preconceito!!!! Ninguém é obrigado a continuar ouvindo isso!", finaliza Thomas.

O número de acessos ao seu blog foi tão grande que na maior parte dessa segunda feira ele ficou indisponível devido ao grande número de requisições.

Com informações de Blog Thomas Conti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com