sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Candidato do PMDB desacata PMs e delegado após ser flagrado com habilitação bloqueada em plena carreata


A Rádio Acesa, de Santo Cristo, noticiou nesta sexta-feira (30), uma confusão envolvendo o candidato do PMDB à Prefeitura do município, Segundo apurou a emissora, o candidato Adair Philippsen teria sido flagrado por policiais militares quando estava numa carreata de sua campanha dirigindo com a carteira de habilitação bloqueada.

No entardecer de quinta-feira, 29 de setembro, o candidato Adair Philippsen (PMDB) de Santo Cristo, comandava uma carreata de sua campanha. Mas policiais militares que faziam blitz de rotina no local, abordaram Adair e verificaram que sua CARTEIRA DE MOTORISTA estava BLOQUEADA. Em seu artigo 307, o Código de Trânsito classifica como CRIME a condução de veículo nestas condições.

Pelo relato dos PMs, o candidato passou a ofendê-los e chegou a mencionar que faria contato com pessoas de suas relações políticas que atuam no Comando da Brigada Militar no Estado para que fossem punidos. Sentindo-se intimidados, os PMs decidiram levar o caso à Polícia Civil.
A confusão ficou ainda maior por que, segundo os PMs, Adair passou então a acusar também o delegado de tentar prejudicá-lo. O episódio gerou o um Boletim de Ocorrência. No final, o veículo de Adair foi liberado após um outro motorista, este devidamente habilitado, assumir a condução do carro.

A eleição em Santo Cristo é vista por lideranças locais como uma das mais acirradas da região Noroeste. E o candidato do PMDB, além do episódio vergonhoso desta quinta-feira, poderá, ainda, ter de dar outras explicações à Justiça. Isto porque o Ministério Público recebeu uma informação de que teria havido distribuição de tickets de gasolina aos participantes da carreata, o que é terminantemente proibido pela legislação.